Arquivo de etiquetas: Sistemas de Caixilharia

  • 0

PVC vs Alumínio

Tags : 

A escolha da caixilharia para um imóvel é sempre uma decisão complexa e que carece de uma análise e estudo pormenorizado. PVC ou alumínio? Qual a melhor solução? Fique a conhecer as principais características de cada um dos materiais.

PVC

A caixilharia de PVC oferece características inigualáveis na construção de janelas e portas, devido às características do próprio material:

– têm uma boa rigidez, são estáveis e pouco sujeitas a dilatações provocadas pelo calor ambiental;

– são bastante leves, adicionando menos carga ao edifício. A leveza do PVC facilita também a solda dos vários componentes da caixilharia, facilitando o processo de produção;

– o PVC caracteriza-se por ter uma baixa condutividade térmica, o que faz com que as caixilharias de PVC ajudem a minimizar a perda de calor através delas. Isto faz com que funcionem como óptimas isoladoras, ajudando a que a casa se mantenha quente ou fria por mais tempo, e assim diminuindo os gastos energéticos;

– são muito resistentes à corrosão e à degradação por agentes climatéricos e biológicos, como os bolores e os líquenes;

– proporcionam um bom isolamento acústico, contribuindo para a melhoria da vivência da habitação no interior;

– a caixilharia de PVC fica totalmente impermeável, graças ao processo de produção e às características do material;

– o PVC pode ser reciclado;

– as caixilharias de PVC podem ser combinadas com outros materiais para melhorar ainda mais a sua performance, criando modelos híbridos;

– o PVC permite uma grande variedade de acabamentos, desde as cores sólidas às imitações de madeira e acabamentos especiais;

– Estes caixilhos exigem muito pouca manutenção. Aliás, a manutenção da caixilharia PVC é realmente simples, necessitando apenas de efectuar algumas acções prevista pela maioria dos fabricantes, tais como:

Limpeza da sujidade acumulada devido à contaminação ambiental e ao pó
– Lavagem com água e um detergente neutro, que deve incluir as estruturas, as calhas e rodízios (no caso das janelas de correr).
Periodicidade: 3 em 3 meses.

Lubrificação das ferragens e verificação do correcto funcionamento dos mecanismos de fecho e manobra
– Aplicação de pó de talco nas  juntas de estanqueidade (normalmente de EPDM – dimonómero de etileno propileno – ou TPE – elastómero termoplástico) para garantir a manutenção das suas características de flexibilidade e durabilidade.Esta manutenção pode ou não incluir a desmontagem dos componentes.
Periodicidade: anualmente.

Verificação visual para detecção de eventuais perdas de estanquidade dos perfis, ou danos na fixação do envidraçado.
Periodicidade: de 3 em 3 anos.

Apesar das evidentes vantagens, a caixilharia PVC também apresenta alguns pontos negativos, nomeadamente a deformação a temperaturas elevadas, o que faz com que proporcione uma protecção contra o fogo inferior ao de outros materiais, e a rápida evidência de riscos que não podem ser reparados. Também ficam sujas mais depressa porque a poeira e a sujidade podem ser atraídas pela elevada carga estática do material.

ALUMÍNIO

O alumínio é um material já muito conhecido na construção de janelas, mas se está a pensar nos antigos caixilhos de alumínio cinzentos, simples e bastante feios, vai gostar de saber que actualmente já existem soluções de excelência, tanto em características técnicas como estéticas.

O alumínio é um metal, leve, não inflamável, resistente aos choques e às intempéries, que pode ser trabalhado para proporcionar muito boas características às suas janelas.

Apesar de as primeiras janelas com caixilhos de alumínio deixarem muito a desejar em alguns aspectos, que não apenas na estética, actualmente esses problemas são ultrapassados se o fornecedor e instalador forem de qualidade. 

Antes estas janelas apresentavam muito pouco isolamento térmico e acústico, apresentando várias fugas de calor fosse a partir das calhas onde corriam ou pelas junções mal conseguidas. Para resolver essas falhas foram acrescentados complementos para melhorar as suas características técnicas. Assim nasceram as caixilharias de alumínio com corte térmico, constituídas por perfis melhorados pela ligação mecânica dos perfis de alumínio extrudido com barras de poliamida de 24 mm e reforçadas com fibra de vidro. Estes sistemas apresentam várias vantagens, sobretudo em relação às caixilharias de alumínio antigas:

– Menos perda de calor ou frio pelo caixilho e capacidade para receber uma placa de vidro duplo mais espessa e de ter com uma caixa de ar superior, o que faz com que apresentem uma acentuada redução dos custos de climatização;

– Maior capacidade de redução do ruído;

– Diminuição da condensação interior;

– Possibilidade de fabrico de caixilharias bicolores, com cores diferentes no interior e no exterior.

As técnicas de laminagem também se aplicam a este material, pelo que os acabamentos deixaram de ser problema.

CONCLUSÃO

Em jeito de conclusão aconselhamos a que faça uma boa pesquisa de mercado e avalie as vantagens e desvantagens de cada material, e de cada profissional, em relação ao seu caso particular.

A verdade é que numa avaliação alumínio vs pvc, o PVC leva alguma vantagem no que se refere ao desempenho térmico e acústico, à resistência ao elementos e melhor relação qualidade/preço. Já o alumínio permite soluções de maiores dimensões e esteticamente mais interessantes, assim como oferece maior resistência ao fogo.

Fale connosco e teremos todo o prazer em lhe dar aconselhamento técnico e orçamento gratuito.

Qual quer que seja a sua escolha, nós temos a solução!

*Artigo retirado do website homify.pt

  • 0

Etiqueta Classe+

Tags : 

O sistema CLASSE+ para etiquetagem energética de produtos (originalmente designado por SEEP) é uma iniciativa da ADENE – Agência para a Energia para facilitar a escolha de produtos mais eficientes na reabilitação de edifícios.

Em concreto, a etiqueta CLASSE+ visa dar resposta à ausência de etiqueta europeia obrigatória para alguns produtos que afetam o desempenho energético dos edifícios, como janelas, isolamentos, tintas, etc. O objetivo é proporcionar aos consumidores uma referência simples e de fácil interpretação quando procuram soluções energeticamente mais eficientes para estes e outros materiais e soluções com influência no conforto e no consumo energético dos edifícios.

O desempenho energético dos produtos está classificado numa escala de “F” (menos eficiente) a “A+” (mais eficiente), semelhante à etiqueta energética dos eletrodomésticos. Através desta referência à classe energética, é possível ao consumidor estabelecer, desde logo, um requisito mínimo para a eficiência energética da solução que se propõe adquirir, bem como comparar o desempenho entre diferentes propostas que receba.

A etiqueta CLASSE+ não tem custos para o consumidor, permite uma escolha mais informada e promove o conforto e a poupança de energia das famílias, com benefícios para a economia e para o ambiente.

Janelas Eficientes


  • 0

Limpeza de Sistemas de Caixilharia

Tags : 

A limpeza dos sistemas de caixilharia (portas e janelas) é fundamental para o prolongamento da sua vida útil!

Para conseguir uma limpeza perfeita das suas portas e janelas, basta executar alguns passos simples.
Para uma limpeza eficiente, siga estes três passos:

  1. Antes de limpar os vidros, deve limpar primeiro os perfis e acessórios (puxadores, pedantes, ferragens, etc.). Sugerimos que utilize um pincel para eliminar a poeira e resíduos das partes de mais difícil acesso. Também é aconselhável que aspire essas zonas, principalmente nos cantos;
  2. Dissolva 1 colher (de sopa) de detergente neutro e 1 colher (de sopa) de álcool em 5 litros de água. Passe esta solução com o lado macio da esponja, enxague e seque;
  3. Por fim, aplique o limpa-vidros e seque tudo devidamente.

Dicas e truques que vão facilitar a limpeza

Para evitar manchas, siga estes procedimentos : comece de cima para baixo, faça movimentos regulares e movimente o pano ou esponja sempre na mesma direção.

É aconselhável que a limpeza seja feita em dias não muito quentes e nublados, uma vez que o calor e a luz solar directa acaba por secar o produto de limpeza antes que se possa limpar o vidro adequadamente.

Limpar as janelas com um jornal amassado permite obter um brilho reluzente. Para além disso, o papel ainda deixa uma película que é resistente à sujidade. O papel toalha (normalmente utilizado para a limpeza das mãos) também é óptimo para finalizar a limpeza e também dá brilho. Panos de algodão também são uma boa solução.

O limpa-vidros, disponível em qualquer hipermercado, é apropriado somente para a limpeza de vidros e espelhos que não acumulam gordura e muita sujidade. Nestas zonas é aconselhável utilizar primeiro um desengordurante neutro e líquido e só depois o limpa-vidros.

Recomenda-se que tenha muito cuidado ao usar cadeiras e bancos para alcançar janelas altas. Utilize escadas em bom estado de conservação para que os riscos de acidentes sejam mínimos. Caso existam janelas ou portas de difícil acesso, peça ajuda a alguém.

Caso tenha alguma dica ou sugestão, diga-nos na caixa de comentários.